No ar
A Voz do Brasil
Sexta, 22 de junho de 2018
(37) 99103-6865
Brasil

22/05/2018 ás 17h31

Redação

Campos Altos / MG

Tribunal de Justiça rejeita recurso e determina prisão imediata de Eduardo Azeredo
Tribunal de Justiça
 Tribunal de Justiça rejeita recurso e determina prisão imediata de Eduardo Azeredo
Foto: Gustavo Lima/Agência Câmara

Por unanimidade, desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) rejeitaram na tarde desta terça-feira os embargos infringentes em defesa do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB). Os magistrados ainda determinaram a emissão imediata de mandado de prisão contra o político, condenado a 20 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no processo do mensalão tucano.


Após a decisão, a defesa do ex-governador entrou com pedido de embargos de embargos declaratórios, o que na prática significa mais tempo para os advogados antes da expedição do mandado de prisão. Os cinco desembargadores analisam se acatam ou não esse pedido.


Segundo denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Azeredo foi um dos principais articuladores do esquema, que, ainda conforme a promotoria, funcionava retirando recursos de estatais como o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), e os repassava para a campanha pela reeleição de Azeredo, em 1998. Na disputa, o tucano foi derrotado por Itamar Franco. O esquema, segundo o MP, usava agências de publicidade de Marcos Valério para a movimentação dos recursos.

FONTE: Rede Itatiaia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium