No ar
Tarde Nossa
Quarta, 19 de setembro de 2018
(37) 99103-6865
Notícias

16/06/2018 ás 15h01 - atualizada em 16/06/2018 ás 15h06

Redação

Campos Altos / MG

Menina de 3 anos é espancada por padrasto até a morte por fazer xixi na roupa
O bandido foi preso em casa e preferiu ficar calado. Ele e a mãe da vítima foram encaminhados à delegacia de plantão.
Menina de 3 anos é espancada por padrasto até a morte por fazer xixi na roupa
Foto: Reprodução (TV Poços)

Morreu nesta sexta-feira (15), uma menina de apenas 3 anos, espancada pelo padrasto por fazer xixi na roupa em Poços de Caldas, no Sul de Minas. A mãe da criança também foi detida por omissão às agressões.


De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a menina foi levada a um hospital desacordada e muito inchada pela tia materna, no início da noite dessa quinta-feira (14). Policiais foram acionados e fizeram contato na unidade de saúde também com a mãe do suspeito.


A mulher disse que ao chegar do serviço foi abordada pela nora, mãe da menor, dizendo que o companheiro havia batido na enteada. À polícia, a mulher de 18 anos contou que as agressões ocorreram na quarta (13) depois que a menina urinou na roupa e, irritado, o criminoso, de 27, deu chineladas na garotinha.


A mãe afirmou que estava dormindo e só percebeu que a filha havia sido agredida por volta de 8h30 dessa quinta. A criança ainda teria conversado um pouco, mas perdeu a consciência e passou o dia inteiro desacordada dentro de casa. A mãe alegou que entrou em desespero e por isso não tomou nenhuma providência.


Por volta das 17h30, a criança começou a vomitar e só então a mãe pediu ajuda da sogra. A princípio, a menina recebeu o primeiro atendimento no Hospital Margarita Moralles, mas, devido à gravidade dos ferimentos, foi transferida para a Santa Casa da cidade, onde foi constatado traumatismo craniano.


A criança permaneceu em coma induzido até a madrugada, quando morreu. Um médico da Santa Casa afirmou aos militares que a criança tinha sinais de abuso sexual. No entanto, apenas exames periciais poderão confirmar o estupro.


O bandido foi preso em casa e preferiu ficar calado. Ele e a mãe da vítima foram encaminhados à delegacia de plantão.


 

FONTE: O Tempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium