Segunda, 19 de novembro de 2018
(37) 99103-6865
No ar
Madrugada Especial
Esportes

16/08/2018 ás 13h28

Redação

Campos Altos / MG

Herói do Cruzeiro, Fábio diz que esperava pegar pênalti; colegas e técnico fazem elogios
O Cruzeiro foi derrotado no tempo normal pelo Santos por 2 a 1, mas avançou às semifinais
Herói do Cruzeiro, Fábio diz que esperava pegar pênalti; colegas e técnico fazem elogios
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O Cruzeiro foi derrotado no tempo normal pelo Santos por 2 a 1, mas avançou às semifinais da Copa do Brasil ao vencer na disputa por pênaltis por 3 a 0. No estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, na noite de quarta-feira (15), o grande herói foi o goleiro Fábio, que defendeu as três cobranças do time paulista. E ele mostrou humildade ao falar da vitória.


“Eu tive um aproveitamento bom, mas em jogo a gente sabe que é totalmente diferente. O meu pensamento era pegar um pênalti para ajudar os meus companheiros a ter mais tranquilidade em um momento tão difícil. O Santos teve os méritos, conseguiu fazer um belo jogo. A gente conseguiu jogar bem também, a bola não entrou. Só tenho que agradecer. Jesus é maravilhoso”, declarou o goleiro.


Seus companheiros de equipe foram só elogios a Fábio após a classificação. “Ontem (terça-feira), no treinamento de pênaltis, o Fábio pegou, acho que, de 20 batidas, ele pegou umas 12, 13. Nos treinamentos ele estava sensacional e hoje (quarta) ele provou. É fruto de treinamento e o Fábio é o melhor goleiro do Brasil disparado”, comentou o lateral-esquerdo Egídio.


O volante Lucas Silva, autor do primeiro gol na disputa de pênaltis, também enalteceu as qualidades de Fábio, atleta que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro, com 785 partidas disputadas até agora. “Nós treinamos muito bem as penalidades e o nosso goleiro é fora de série”, resumiu.


O técnico Mano Menezes também destacou a excelente atuação de Fábio e o bom desempenho do time, que criou muitas situações de gols para definir a vitória ainda no tempo normal. “O Cruzeiro fez uma boa partida, embora tenha perdido o jogo porque o Santos foi mais eficiente nas oportunidades. Nós tivemos sete oportunidades claras de gol, duas bolas na trave, mas o futebol não é um jogo de justiça”, disse.


“Acho que o Fábio mais uma vez foi brilhante, mas nós iríamos fazer os cinco (gols de pênalti) também, do jeito que a coisa estava indo, porque treinamos pênaltis ontem (terça-feira). Passamos e chegamos entre os quatro pela terceira vez consecutiva”, finalizou.


 

FONTE: Agência Brasil

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium