Quinta, 13 de dezembro de 2018
(37) 99103-6865
No ar
Expresso Sertanejo
Esportes

20/09/2018 ás 19h29

Redação

Campos Altos / MG

Expulsão de Dedé: regulamento da Conmebol proíbe que decisão de árbitro seja anulada
Expulsão de Dedé: regulamento da Conmebol proíbe que decisão de árbitro seja anulada
Expulsão de Dedé: regulamento da Conmebol proíbe que decisão de árbitro seja anulada
Pedro Vale/Agif/Estadão Conteúdo

A anulação do cartão vermelho dado ao zagueiro Dedé, do Cruzeiro, no jogo contra o Boca Juniors não encontra respaldo no Regulamento Disciplinar da Conmebol de 2018. Após a partida, na noite dessa quarta-feira (19), em Buenos Aires, o clube celeste afirmou que tentará o cancelamento da expulsão injusta do jogador, mas o documento da entidade veta esse tipo de ação.


O parágrafo primeiro do artigo 23 do regulamento diz que “as decisões adotadas pelo árbitro em campo de jogo são finais e não são suscetíveis de revisão pelos órgãos judiciais da Conmebol”.


O especialista em direito desportivo Gustavo Lopes considera que, por isso, o jogador deve mesmo ficar fora da partida de volta das quartas de final, no dia 4 de outubro, no Mineirão. “Penso que a anulação do cartão vermelho do Dedé seja, pelo ponto de vista legal, jurídico e disciplinar da Conmebol, impossível.”


O único precedente de expulsão anulada pela Conmebol foi na Libertadores de 2014, quando o meia Leandro Romagnolli, do San Lorenzo, recebeu o cartão vermelho na partida contra a Raposa. Os pedidos seguintes foram recusados pela entidade.


Na manhã desta quinta-feira, horas após o duelo, o presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, e o supervisor administrativo do clube, Benecy Queiroz, foram à Conmebol para conversar com o presidente da entidade, Alejandro Domínguez.


O lance


Dedé recebeu o cartão vermelho direito aos 29 do segundo tempo, cinco minutos após o encontro com o goleiro Andrada. Um lance casual, em que nenhum dos jogadores teve culpa. O arqueiro argentino levou a pior e teve um sangramento na boca. O árbitro decidiu ver o lance no VAR, o que já provocou estranheza, devido à clareza de que a situação ocorreu apenas por azar dos envolvidos. A surpresa maior veio com a expulsão do cruzeirense.

FONTE: Itatiaia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium