Sábado, 23 de março de 2019
(37) 99103-6865
No ar
Sertão em Festa
Notícias

15/03/2019 ás 09h59

606

Expresso Fm

Campos Altos / MG

Jovem é preso após atirar com submetralhadora em porta de escola de Nova Lima
Suspeito de ser o autor, João Vitor Sanches foi preso logo após a ação criminosa
Jovem é preso após atirar com submetralhadora em porta de escola de Nova Lima
Street View

Um dia depois do massacre em uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, alunos da Escola Estadual Deniz Valle, em Nova Lima, na Grande BH, tiveram uma noite de pânico. Um aluno de 20 anos, que tem passagem por tráfico e uso de drogas, disparou com uma submetralhadora de fabricação caseira na porta da instituição, na noite dessa quinta-feira (15). Os tiros não acertaram ninguém, mas provocaram terror. Ouça a matéria completa com Renato Rios Neto no áudio acima. 


Suspeito de ser o autor, João Vitor Sanches foi preso logo após a ação criminosa. O alvo era um colega de sala que teria espalhado boatos sobre a sexualidade de João com o objetivo de ficar com a namorado dele. Os envolvidos marcaram um encontro na porta da escola às 18h, horário de entrada dos alunos do turno da noite.  


"Ficou chateado porque, segundo ele, algumas pessoas na escola estariam comentando que ele mantinha relações sexuais com outro homem", disse o cabo Nascimento, que descarta qualquer semelhança com o massacre de Suzano. "Não tem relação com o que aconteceu na escola de São Paulo. O fato aqui é totalmente diferente".


João Vitor nega ter efetuado os disparos, apesar de ter sido reconhecido por colegas e funcionários da instituição. "Não foi eu que atirei, não. Tem que provar, porque não tem arma, nem prova nenhum", disse João.  


A submetralhadora não foi encontrada. "Foi uma arma automática calibre 380 que faz disparos em rajada, são vários disparos em questão de segundos", explicou o cabo.  


A mãe do estudante alvo dos tiros estava revoltada e disse que vai procurar ajuda de 'quem manda em Nova Lima' para resolver a situação, já que não acredita que João ficará preso. “Vou perguntar para os bandidos de Nova Lima se x9 vale a pena, porque meu filho não foi x9 e tomou tiro para o alto. E aí? E se ele tivesse tomado tiro no peito? Como ia ficar? Estaria chorando agora, mas a mãe dele iria chorar comigo, porque eu não iria chorar sozinha, não”.

FONTE: Itatiaia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium