Quarta, 19 de junho de 2019
(37) 99103-6865
No ar
Don´t Stop
Esportes

27/05/2019 ás 09h39

2.495

Expresso Fm

Campos Altos / MG

Diretoria do Cruzeiro é investigada por indícios de irregularidades e pagamentos suspeitos; clube nega
Estamos investigando principalmente transações e pagamentos suspeitos.
Diretoria do Cruzeiro é investigada por indícios de irregularidades e pagamentos suspeitos; clube nega
Vinnicius Silva e Bruno Haddad/Cruzeiro

A atual diretoria do Cruzeiro é alvo de uma investigação da Polícia Civil de Minas Gerais. O caso foi revelado pelo ‘Fantástico’, da TV Globo, na noite deste domingo. De acordo com a reportagem, a polícia instaurou inquérito para apurar denúncias de supostas irregularidades envolvendo a venda de direitos econômicos de jogadores da base e do time profissional a um empresário não ligado ao futebol, além de indícios de pagamentos suspeitos, falsificação de documento particular, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.


“Estamos investigando principalmente transações e pagamentos suspeitos. Sem a devida prestação do serviço ou superfaturados”, afirmou o delegado Domiciano Monteiro, chefe da Divisão de Investigação de Fraudes e Crimes contra a Administração Pública.


O inquérito se baseia em um balancete contábil analítico do Cruzeiro, que mostra pagamentos feitos pelo clube ao longo de 2018. A reportagem do ‘Fantástico’ teve acesso ao documento e ainda obteve quase 200 páginas de contratos e planilhas de controle interno.


Segundo a matéria dos repórteres Gabriela Moreira e Rodrigo Capelo, os investigadores da Polícia Civil já ouviram 15 pessoas, entre funcionários e ex-funcionários do Cruzeiro, além de dirigentes e prestadores de serviços.


A matéria contou também com depoimentos de Ubirajara Pires Glória (conselheiro nato do Cruzeiro e ex-membro do Conselho Fiscal do clube, que renunciou ao cargo no início de maio, assim como Celso Luiz Chimbida e Geraldo Luiz Brinat, por falta de acesso a documentos fiscais), Ronaldo Granata (vice-presidente geral do Cruzeiro, afastado pela atual diretoria após a eleição), além de um conselheiro e um ex-funcionário do clube que não foram identificados.


Direitos econômicos de jogadores da base e do profissional negociados com empresário para pagar empréstimo


A reportagem cita que o Cruzeiro pegou um empréstimo de R$ 2 milhões com o empresário Cristiano Richard em março de 2018. Um mês depois, a diretoria celeste assinou um novo contrato se comprometendo a quitar a dívida cedendo porcentagem dos direitos econômicos de dez atletas, incluindo nomes da base e do time profissional, como o zagueiro Murilo (7%) e os atacantes Raniel (5%) e David (20%), além do goleiro Gabriel Brazão (20%), negociado no início deste ano com o Parma-ITA.


Os contratos obtidos pela reportagem foram assinados pelo presidente Wagner Pires de Sá, por Itair Machado de Souza, vice-presidente de futebol, e Sérgio Nonato dos Reis, diretor-geral. Os dois últimos tiveram firma reconhecida em cartório.


Além dos atletas citados, há o caso de Estevão William de Oliveira Gonçalves, de 12 anos, que atua na base do Cruzeiro e teve 20% dos direitos econômicos negociados com Cristiano Richard, o que é proibido pela Fifa desde 2015 – apenas clubes e jogadores podem ter parte nos direitos. 


Outra irregularidade apontada é que o adolescente não tem idade suficiente para ter os direitos negociados, pois só poderia ter contrato de formação com o Cruzeiro – contratos profissionais apenas a partir dos 16 anos.


Ainda segundo a reportagem da TV Globo, Cristiano Richard não atua no futebol – é sócio de firmas de locação de veículos e equipamentos para proteção individual – e sequer é credenciado pela CBF e pela Fifa. 


O empresário foi procurado pelos repórteres, mas não quis responder aos questionamentos. Já o Cruzeiro não considera ter violado regras sobre transferências.


Outro intermediário


A reportagem também cita o indício de pagamento de até R$ 369 mil no decorrer de 2018 a uma empresa de consultoria esportiva localizada na cidade de Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha. No endereço informado no CNPJ, o local abriga uma madeireira e no muro consta uma placa de “vende-se”. O ‘Fantástico’ tentou contato com os sócios, mas os telefones estavam desligados.


Salários de dirigentes


De acordo com a reportagem, o vice-presidente de futebol, Itair Machado, teria recebido R$ 3,3 milhões do Cruzeiro, incluindo salários, prestação de serviços em 2017 – quando ainda não trabalhava no clube –, participação em ‘bichos’ distribuídos ao elenco profissional em caso de título. 


Sobre a remuneração de Itair, o Cruzeiro alegou que concedeu aumento ao vice de futebol porque ele foi procurado por outros clubes.


O diretor-geral Sérgio Nonato, o Serginho, também é citado na matéria por receber sucessivos aumentos sem justificativas. Mas em contato com o ‘Fantástico’, o Cruzeiro explicou que os reajustes se deram porque Serginho foi promovido de cargo, passando de diretor de comunicação para diretor-geral.


Repasse de dinheiro a torcidas organizadas


Os documentos de 2018 obtidos pelo ‘Fantástico’ também mostram pagamento de R$ 88 mil feito pelo Cruzeiro ao diretor da Máfia Azul, Daniel Gomes Sales, conhecido como Quik. Com a TV Máfia Azul, ele acompanha o time em viagens e tem acesso aos bastidores. Segundo a matéria, Quik tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2020 e recebe R$ 8 mil por mês. 


Ao ‘Fantástico’, Quik negou que o Cruzeiro financie a torcida organizada e afirmou que o dinheiro recebido é proveniente de anúncios de patrocinadores do clube na TV Máfia Azul.


Outra torcida organizada que supostamente recebe dinheiro do Cruzeiro é a China Azul. Seriam R$ 6 mil mensais a título de divulgação das marcas cruzeirenses em seus canais de mídia e redes sociais.


À reportagem da TV Globo, o Cruzeiro negou que faça repasses a torcidas organizadas ou aos seus membros. O clube, no entanto, confirmou que paga por publicidade nos canais das associações.


Pagamento a conselheiros


Ainda de acordo com a reportagem, o apoio à atual diretoria era obtido por meio de pagamentos a 18 membros do Conselho Deliberativo. Os depósitos foram encontrados no balancete contábil de 2018. Havia ainda a distribuição de ‘presentes’, como camisas e medalhas.


 


Cruzeiro nega denúncias e acusações


Antes de a matéria do ‘Fantástico’ ser veiculada, a diretoria do Cruzeiro emitiu uma nota oficial, no início da noite deste domingo, pouco depois de a TV Globo anunciar a apresentação da reportagem durante a transmissão do jogo Flamengo x Athletico-PR. 


Assinado pelo presidente Wagner Pires de Sá, o comunicado nega as denúncias alegando que “adversários derrotados no pleito têm insistido, nos bastidores, em tentar tumultuar o ambiente do Cruzeiro, com o auxílio de um pequeno grupo, plantando notícias junto a alguns profissionais da mídia nacional, que infelizmente têm acreditado em tais conteúdos.”


Confira a íntegra da nota do Cruzeiro:


Nação Azul,


Me dirijo a vocês para me manifestar em nome do Cruzeiro Esporte Clube, de forma antecipada e imediata, a respeito de uma matéria realizada pelo Grupo Globo, que será exibida na noite deste domingo, 26 de maio de 2019, no programa Fantástico, conforme chamada realizada pela emissora durante a exibição da partida Flamengo x Athletico.


Primeiramente, lamento que a última eleição presidencial ainda não tenha acabado para alguns indivíduos. Adversários derrotados no pleito têm insistido, nos bastidores, em tentar tumultuar o ambiente do Cruzeiro, com o auxílio de um pequeno grupo, plantando notícias junto a alguns profissionais da mídia nacional, que infelizmente têm acreditado em tais conteúdos.


Nossa gestão assumiu o Clube de forma oficial no início do ano de 2018 com a maior e mais absurda e delicada dívida de sua história. No entanto, a nossa diretoria não tem medido esforços e já vem exercendo uma política de contenção de gastos, e tem trabalhado em um grande projeto de planejamento para tentar equacionar as dívidas do Cruzeiro.


Todas as perguntas enviadas pela reportagem do Grupo Globo, nesta semana, foram prontamente respondidas aos jornalistas, dentro do prazo pedido pelos mesmos, atendendo ao deadline da matéria.


Atualmente, o Cruzeiro possui 14 conselheiros que formam uma oposição. Nós apuramos que um deles teve acesso a documentos sigilosos e os divulgou de maneira proibida para o público externo, mesmo em se tratando de registros de cunho interno, de uma entidade privada.


O intuito deste comunicado não é, em momento algum, o de atrapalhar a veiculação da reportagem prometida pela emissora para a noite deste domingo. Mas, sim, o de tranquilizar a Nação Azul, aos verdadeiros cruzeirenses, reforçando nosso compromisso de tratar as coisas do Clube com a maior transparência e responsabilidade possível, dentro e fora das quatro linhas, pois, reforço, assumimos a instituição sabendo da constrangedora situação financeira do Clube.


Reitero minha lamentação em relação ao comportamento ressentido destes alguns indivíduos que se dizem cruzeirenses, mas que, na verdade, pensam apenas em seus benefícios próprios, colocando os aspectos político e pessoal acima de qualquer sentimento em relação ao Clube.


A atual diretoria quer apenas fazer o nosso trabalho em paz e recolocar o Cruzeiro nos trilhos, consertando diversos erros, alguns que ultrapassam os limites da absurdez, cometidos pela gestão passada.


Em nome da transparência e da lisura que o Cruzeiro merece ser tratado e nossa torcida merece ser informada, decidimos nos manifestar de forma imediata.


Atenciosamente,


Wagner Pires de Sá


Presidente do Cruzeiro Esporte Clube

FONTE: Itatiaia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium